Estilos de Bonsai

Estilos clássicos de Bonsai:

________________________________________________________

Chokan   –  Ereto formal


É um dos estilos de bonsai mais elegantes e suas proporções seguem normas e regras de angulação bem rígidas. O material para sua criação deve possuir raízes bem distribuídas, afunilamento do tronco e galhos inferiores bem localizados em espiral em direção ao ápice da árvore.

CARACTERÍSTICAS:

1- Tronco bem definido que vai se afunilando até o topo da árvore.
2– Folhagem e copas bem trianguladas e com boa massa visual.
3- Casca rugosa, com rachaduras de tempo.
4- Os galhos devem ser maiores na base do tronco e irem diminuindo em movimento espiral até o ápice da árvores
5- Os galhos podem ser horizontais ou dirigidos para baixo.
6- O primeiro galho deve ter a distância de um terço da altura em relação à base do tronco
7- O sexto galho pode estar posicionado frontalmente no tronco.
8- Os primeiros galhos partindo da base devem ser mais pesados e robustos.
9- O ápice da árvore deve ser bem definido.

10- As raízes (neebari) devem ser bem destacadas e dar força visual à base da árvore, dando a sensação de uma ancoragem perfeita.

Link para galeria com  mais 150 fotografias do estilo  Chokan:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/29/chokan-galeria-do-estilo-formal/

________________________________________________________

Moyogi – Ereto informal


CARACTERÍSTICAS:

1- O tronco pode apresentar várias curvas que começam na base e diminuem até o seu ápice.

2- O ápice deve ter equilíbrio em relação à base da árvore. Não se deve perder o conceito de centro (gravidade) para que ele não perca a harmonia.

3- As áreas de espaço entre os galhos devem ser bem definidas.

4- As raízes devem ser bem distribuídas e robustas. Uma raiz mais longa e externa pode ter seu movimento acentuado colocando-se uma pedra com características

de uma rocha  maciça que forçou a raiz a se modelar e a transpor como obstáculo

5- Deve-se procurar a triangulação das copas, para aumentar a velocidade visual de todo conjunto.

6- O tronco deve ter uma curva principal, que estabelece o centro de visão da árvore.

7- Os galhos devem seguir o movimento do tronco, devemos procurar estabelecer uma identidade fractal em todo bonsai.

Link para a galeria Moyogi:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/29/moyogi-estilo-informal/

_______________________________________________________

Shakan – Inclinado


CARACTERÍSTICAS:

1- O tronco deve estar inclinado no mínimo 30º para um dos lados da árvore.

2- Os galhos devem ser menores nos ângulos internos da árvore e maiores no externo.

3- Os galhos e copas devem ser triangulados ou ter a forma de cúpula.

4- Os galhos devem ter a sua forma e movimento visual seguindo a de todo o conjunto.

Existe uma classificação para o estilo Shakan considerando sua inclinação:

SHO-SHAKAN – mínima inclinação.

CHU-SHAKAN – inclinação média.

DAI-SHAKAN – inclinação extrema.

Link para galeria com  mais 200 fotografias do estilo  Shakan:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/29/shakan-estilo-inclinado/

________________________________________________________________

Kengai  – Cascata

Kengai

Este estilo retrata as árvores presas na superfície ou fendas de um penhasco.

O ápice da árvore deve ultrapassar a base do vaso. O Bonsai deste estilo em casa ou no atelier está sempre na ponta de uma prateleira ou em um pedestal para que sua copa e galhos não batam em nada que possam danificá-los.

CARACTERÍSTICAS:

1- O tronco deve se pronunciar para fora do vaso e mergulhar.

2- Os galhos devem ir diminuindo gradativamente em espiral,com o ápice apontado para cima.

3- O topo da árvore surge diretamente acima do corpo do tronco.

4- As copas devem ser bem destacadas e trianguladas.

O estilo Kengai pode ser classificado em 5 formas bem definidas:

DAI KENGAI

Cascata com máxima inclinação. O seu mergulho deve ser radical e descer em paralelo ao vaso.


GAITO KENGAI

Kengai que no final de seu tronco principal forma uma grande copa compacta. Geralmente esta copa nunca começa a se formar antes da metade do tronco principal.


ITO KENGAI:

De um único tronco saem várias ramificações, que podem ter comprimentos diferentes. Esses galhos dão aparências de linhas que descem juntas.


TAKI KENGAI:

Estilo mais modelando de kengai. O tronco único forma uma cachoeira que vai diminuindo a sua triangulação até sua copa final.


TA KAN KENKAI

Kengai formado por mai de 2 troncos que saem em várias ramificações de comprimentos diferentes.

Estou procurando foto deste estilo.

Link para galeria com  mais 200 fotografias do estilo Kabudashi : Kengai:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/27/kengai-galeria-do-estilo-cascata/#more-16274

_____________________________________________

Han Kengai – Semi cascata


O tronco neste estilo se projeta para o lado e mergulha sem que o ápice da árvore ultrapasse a base do vaso. Segue o mesmo conceito de que uma árvore nasceu numa montanha e está flutuando com seu grande tronco e suas poderosas raízes presas a rocha.

CARACTERÍSTICAS:

1- O tronco principal e seus galhos devem mergulhar e não ultrapassar os limites da base do vaso.
2- O tronco principal deve ser robusto para justificar o equilíbrio que ele tem que fornecer a todas as copas da árvore.
3- Os galhos inferiores devem ser mais pesados e desenvolvidos.

Link para galeria com  mais 150 fotografias do estilo Han Kengai:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/27/han-kengai-galeria-do-estio-semi-cascata/


Estílos não clássicos de Bonsai:

________________________________________________________

Fukinagashi – Varrido pelo vento


Estilo de árvore que cresce em uma situação de ventos muito fortes nas montanhas ou junto ao mar. A árvore tem que realinhar seus galhos seguindo a direção dos ventos para não quebrar, e otimizar a absorção de água para  manter a umidade e  poder sobreviver.

CARACTERÍSTICAS:

1- O tronco principal e todos os galhos devem seguir em uma só direção.

2- Ele deve dar a impressão visual de uma flâmula triangular ao vento.

3- Os galhos da base devem sempre ser mais compridos, e os que triangulam em direção ao ápice, mais curtos.

4- As copas e as folhagens principais devem estar afastadas do tronco principal.

5- Neste estilo é fundamental passar a força do vento.

6- O bonsai não pode passar a sensação de desiquilíbrio no vaso.

Link para galeria com  mais 50 fotografias do estilo Fukinagashi:

https://aidobonsai.wordpress.com/2009/06/06/a-arvore-e-o-vento/

________________________________________________________

Hokidashi – Vassoura


Este é o estilo de crescimento natural da maioria das árvores aqui no Brasil. Esta forma está enraizada no nosso subconsciente – é aquela árvore da pracinha onde nós brincávamos quando pequenos, ou aquela grande árvore frutífera que cresce isolada na fazenda, no meio de um campo. Hokidashi, cuja tradução literal do japonês é “vassoura”, explica a forma que deve ser obtida pelo bonsaista. O visual de um cogumelo também é uma forma visual que pode ser seguida.

CARACTERÍSTICAS:

1- Os galhos devem começar em um terço do tronco.

2- O galhos devem se dividir e subdividir em belos ramos.

3- Não se deve cruzar galhos – eles não devem brigar visualmente.

4- Os galhos devem seguir em todas as direções formando e se abrindo como um leque.

5- Deve se ter como objetivo uma base de tronco bem definida e com belas raízes; isto dará força visual à árvore.

Link para galeria com  mais 200 fotografias do estilo  Hokidashi:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/29/hokidashi-estilo-vassoura/

__________________________________________________

Literati – Estilo livre

Neste estilo o bonsaista tenta retratar as árvores representadas nas pinturas milenares do Sul da China que, por influência da cultura Zen e do Taotoismo, retratam um minimalismo e uma simplicidade estética muito acentuada.

O bonsai Literati deve passar idéia de movimento, leveza, simplicidade e principalmente de muita elegância.

CARACTERÍSTICAS:

1- A árvore deve ter um desenho e velocidade visual não comum na natureza.

2- A árvore e o vaso escolhido deve transmitir harmonia e elegância, e todo conjunto deve ser conduzido com uma bela direção de arte.

3- Devem ser usados poucos galhos e folhagens para criar a dinâmica do Bonsai.

4- Não é nescessário neste estilo criar folhagens densas. Poucas folhas bem posicionadas podem dar toda a dinâmica de uma grande copa, mas as copas devem ser bem trianguladas e bem posicionadas.

5- São usados poucos galhos e os núcleos de folhagem são abreviados para que se possa obter o equilibrio e a forma precisos.

6- Os vasos redondos são os mais usados neste estilo.

Link para galeria com  mais 60 fotografias do estilo Literati:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/30/literati-estilo-livre/

_________________________________________________

Sharimiki – Madeira exposta


Este estilo retrata as grandes árvores encontradas nas altas montanhas; estas sofrem a ação de tempestades, terremotos e ventos acima de 120 km hora.

Os fatores climáticos fazem com que estas árvores se transformem em verdadeiras esculturas.

CARACTERÍSTICAS:

1- O tronco principal pode se apresentar retorcido, rachado, espiralado e, às vezes, goivado.

2- Estas árvores apresentam, na sua estrutura, cascas muito finas.

3- A madeira, com a ação constante dos ventos, fica esbranquiçada e muito lisa, e é literalmente polidas pela areia carregada pelo vento.

4- As estruturas dessas árvores são esculturas vivas, com a folhagem das copas fazendo desenhos que contrastam com a madeira exposta.

5- A folhagem nova da árvore em contraste com a madeira branca dá a estas árvores uma beleza singular.

Link para galeria com  mais 200 fotografias do estilo  Sharimiki:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/30/sharamiki-madeira-morta/

__________________________________________________

Sabamiki – Variação de madeira morta


O estílo Sabamiki  deve passar o conceito visual que a árvore tenha sido partida por um raio, ou quebrada por deslizamentos de terra ou fortes ventos em uma tempestade.  A partir desta condição a árvore vai de forma gradativa perder a sua sua casca e parte de sua estrutura começa a apodrecer.

Nas montanhas rochas e pedras de grande porte se deslocam e rolam quebrando e derrubando árvores, criando situações naturais para o surgimento do Sabamiki.

A ação das chuvas constantes e a dilatação do sol e a ação de bactérias, vai criando na natureza essas esculturas vivas.

Nas árvores da beira do mar a ação dos ventos e da areia, vão lixando, desgastando e deixando a madeira tratada com o tempo. Na praia a ação do sal que está no ar ajuda a madeira a não apodrecer com tanta facilidade. Já nas florestas a umidade cria bactérias e vão corroendo a madeira de forma mais rápida.

Consegue-se grande sucesso com árvores de madeira exposta com troncos mais definidos quando elas são trabalhadas segundo o estilo por elas naturalmente sugerido.

Link para galeria com  mais 20 fotografias do estilo  Sabamikii:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/04/09/sabamiki-variacao-de-madeira-morta/

______________________________________________________

Neagari – Raízes expostas.

Na natureza o processo de erosão do solo por ações climáticas como chuvas,  enxurradas ou tremores de terra podem levar árvores a ficarem com suas raízes parcialmente expostas. Quando isto acontece, a árvore fica fora do solo suspensa pelas raízes de sustentação.

CARACTERÍSTICAS:

1- Quanto maior o comprimento das raízes expostas, mais é valorizado o trabalho do Bonsaista.

2- A copa pode seguir várias formas de triangulação e dinâmicas diferentes.

3- Espécies como a Serissa e o Fícus são ótimas opções, pois possuem raízes fortes e com ótimo crescimento mesmo quando estão envasadas.

Link para galeria com  mais 120 fotografias do estilo Neagari:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/30/neegari-raizes-expostas/_

________________________________________________

Sekijôju –  Raízes sobre rocha


Este estilo possui duas visualizações distintas que retratam quando na natureza sementes germinam e crescem em terrenos rochosos ou em fendas nas grandes montanhas ou escarpas. A árvore para sobreviver tem a necessidade que suas raízes penetrem nas fendas possibilitando se ancorar até em paredes verticais. A ação constante do sol, da chuva e do frio, fará que a árvore, com a força do crescimento de suas raízes quebre até a rocha mais sólida.

CARACTERÍSTICAS:

1- As raízes se projetam sobre a rocha e se ancoram no solo.

2- A pedra se incorpora às árvores como se as raízes fossem mãos segurando com força uma rocha.

3- O que determina a forma principal é a estrutura das raízes em relação à pedra.

4- As árvores deste estilo são encontradas em terrenos montanhosos com muitas precipitações geológicas.

5- Os bonsais em que as árvores jogam suas raízes sobre grandes pedras possuem uma beleza singular sobre todos os outros estilos.

Link para galeria com  mais 190 fotografias do estilo  Sekijôku:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/30/ishitsuki-raiz-sobre-pedra/

_________________________________________________

Ishitsuki – Bonsai sobre rochas e fendas



CARACTERÍSTICAS:

1- A árvore cresce sobre um platô de rocha onde ela se alimenta de uma área restrita de terra e substratos calcários.

2- A árvore deve ter seu contorno e sua estrutura seguindo as linhas básicas da rocha onde está plantada.

3- Pode se somar o estilo Ishitsuki ao Kengai e Han Kengai, produzindo ou encontrando uma rocha que tenha as características de uma montanha ou de uma escarpa.

Link para galeria com  mais 90 fotografias do estilo Ishitsuki:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/30/sekijoju-arvore-sobre-rocha/

__________________________________________________

Takosukuri  – Polvo


A disposição e a forma dos galhos lembram os tentáculos de um  polvo. Um belo estilo, mas não é normalmente visto no Brasil. Este estilo é muito apreciado em Taiwan e na Indonésia, por lembrar o movimento da sua escrita.

Link para galeria com  mais 15 fotografias do estilo Takosukuri:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/04/10/takosukuri-tentaculos/

___________________________________________________

Nejikan – O estilo do Dragão


Esta árvores na natureza possui o tronco rugoso e retorcido. É uma característica que aparece com a idade de algumas espécies. A Oliveira, Algaroba, Granada e a Ubaia azeda, são algumas das espécies que tem essa característica.

O tronco se retorce em espiral, dando um efeito muito atraente à árvore. O   tronco da árvore deve percorrer um movimento axial.

Esta é uma forma que as vezes é chamada na China de o estilo do Dragão. O tronco com movimentos em espiral deve transmitir beleza nos seus movimentos. É um bonsai que a sua estética é parecida com Takosukuri o estilo polvo.

Link para galeria com  mais 15 fotografias do estilo Takosukuri:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/04/10/18613/

___________________________________________________

Sokan – Tromco duplo


Neste estilo dois troncos saem de um único cepo.

CARACTERÍSTICAS:
1- Neste estilo a copa segue a forma de um guarda chuva aberto.
2- O tronco mãe (principal) deve ser mais robusto e mais alto.
3- Se o tronco principal tiver alguma curvatura, o secundário deve seguir seu movimento.
4- A bifurcação deve ocorrer o mais próximo da raiz.
5- Caso o conjunto tenha copas distintas e mais destacadas, estas devem seguir a forma principal da árvore.

Tosho – Variação com 3 troncos



Link para galeria com  mais 80 fotografias do estilo Sokan :

Link para galeria com  mais 20 fotografias do estilo Tosho :
________________________________________________________

Netsunagari  – Jangada criada de uma raíz sinuosa

Alguns livros ensinam que esta é uma variação criada por bonsaistas e que não acontece na natureza. Mas esta forma acontece na natureza de forma rara. Às vezes uma árvore tomba com fortes ventos e não morre pois algumas raízes se mantém enterradas e ancoradas ao solo. O tronco em contato com a terra emite novas raízes. Com o passar dos anos, os galhos antigos e novos procuram a luminosidade e formam novos e fortes troncos.

Os troncos devem ser interligados por uma raíz exposta e sinuosa.

CARACTERÍSTICAS:

1- As copas dos troncos devem ser trianguladas.

2- Deve se escolher um tronco para ser o mais robusto e o principal do conjunto.

3- Todos os troncos devem seguir o mesmo movimento e ter as mesmas características de triangulação.

Link para galeria com  mais 20 fotografias do estilo Netsunagari :

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/04/09/netsunagari/

________________________________________________________

Ikadabuki  –  Jangada criada de uma raíz reta


Este estilo é formado por vários troncos ligados por uma raíz que corre pelo chão em linha reta como se fosse uma balsa.

Link para galeria com  mais 15 fotografias do estilo Ikadabuki :

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/04/09/ikadabuki/

________________________________________________________

Kabudashi  – Múltiplos troncos saindo de um unico cepo de raízes


Os troncos agrupados são provenientes de um único sistema de raízes.

Este estilo de Bonsai  também pode imitar um fenômeno que ocorre na natureza quando uma árvore morre ou cai.  Do cepo de raízes da árvore  nasce novamente brotos que se tornam troncos. Neste estilo se a base do tronco for compacta e forte, seus galhos/árvores se distribuem firmemente em uma fila única.

Link para galeria com  mais 20 fotografias do estilo Kabudashi :

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/04/09/kabudashi/

________________________________________________________

SoJu  – Mãe e filho

Estilo chamado pelos japoneses de Mãe e Filho. São duas árvores com crescimento em paralelo. Apesar de ser um estilo simples é muito elegante e de fácil compreensão visual.

O tronco Mãe alto e grosso é chamado de Syukan.  Á árvore menor é chamada de Fukukan ou Komiki ( tronco da criança)

CARACTERÍSTICAS:

1- A árvore Mãe, mais alta e robusta, transmitindo muita idade, deve ter um belo sistema de neebari.

2- As copas devem ter a mesma dinâmica visual.

3- A copa da árvore Filho não deve tocar no tronco da árvore Mãe; copa e galhos devem flutuar com naturalidade.

4- Alguns bonsaistas defendem que a árvore menor pode ter uma variação de até 15º em relação ao eixo da árvore Mãe.

Link para galeria com  mais 20 fotografias do estilo Soju :

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/04/10/soju-mae-e-filho/

________________________________________________________

Bankan – Tronco em espiral

Dos estilos de Bonsai, talvez esse seja o mais diferente. Algumas árvores se retorcem devido às condições de composição do solo. O empobrecimento do mesmo e a salinidade fazem com que as árvores da beira do mar retorçam seus troncos. No alto de algumas montanhas os ventos ciclônicos e composição do solo também  forçam os troncos a se retorcer. Estas formas podem ser observadas em pinturas do período Edo e Muromachi do Japão.

________________________________________________________

Yose Ue – Floresta


Este estilo representa uma grande e bela floresta que cresceu isolada em uma grande área do campo.

CARACTERÍSTICAS:

1- Devemos escolher uma árvore que será a mãe da floresta: ela deverá ser a maior e mais robusta de todo conjunto.

2- As árvores subseqüentes estarão à sua volta em tamanhos decrescentes.

3- Na maioria dos casos a árvore mãe se encontra no centro da floresta; no bonsai ela deve estar preferencialmente à frente e as duas árvores também robustas e menores atrás dela, mas não escondidas.

4- Podemos ter 9 ou mais grupos de árvores, sempre tendo como base uma árvore que é a mãe daquele pequeno conjunto.

5- A árvore mãe deve ser plantada a um terço do centro do vaso ou laje de pedra, à esquerda ou à direita.

6- Árvores menores aumentam a dinâmica de profundidade e fazem outros planos da floresta , quando plantadas mais remotamente.

7- Podemos ter um ou mais grupos sempre triangulados, tendo como base o grupo principal. Este grupo deve ter a mesma estrutura e desenho de copas para dar naturalidade à floresta. A estas formas e desenhos que se repetem graficamente na natureza damos o nome de beleza fractal.

8- É importante usar diferentes níveis de terreno quando forem plantados mais de um grupo de árvores. Níveis diferentes aumentam a perspectiva e a velocidade visual.

9- A forma final das copas deve ser triangular, porém   assimétrica.

10- As copas se complementam como se cada uma tivesse, ao longo dos anos, encontrado sua incidência ideal de sol em relação às outras árvores do conjunto.

11- Se houver um movimento do tronco inclinado na   árvore mãe, todas as outras árvores devem seguir seu movimento.

12-A folhagem pode enfatizar um ou mais núcleos da floresta com uma ou mais copas em alturas diferentes.

13- Os troncos da parte de trás da floresta podem apresentar galhos baixos e densos, para aumentar a sensação de profundidade.

NOMES PELAS QUANTIDADES DE ÁRVORES PLANTADAS:

É muito importante que seja sempre usado um número ímpar de árvores para a criação de uma floresta. Algumas escolas tradicionais japonesas determinam que apenas a partir de 19 árvores não há mais a obrigatoriedade de números ímpares.

3    àrvores- SAMBOM-YOSE

5    árvores- GOHOM-YOSE

7    árvores- NANAHOM-YOSE

9    árvores- KYUHON-YOSE

Link para galeria com  mais 250 fotografias do estilo  Yose Ue:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/30/yose-ue-floresta/

________________________________________________________

Penjing – Uma pequena e grande paisagem

Embora eu tenha colocado aqui  o Penjing complementando os estilos de bonsai. O Penjing é uma arte individual com seu surgimento na antiga China. Eu acredito que o Penjing pode ter  dado origem a arte do Bonsai. Paisagens com pedras simulando montanhas em bandejas tem suas origens na China e na India há 1.500 anos atrás. Mas o Penjing está diretamente ligado as florestas, Yose Ue.


Penjing é a arte Chinesa de reproduzir uma paisagem encontrada na natureza com todos os seus detalhes. Uma floresta com um corte de rio, aquela praia com uma árvore retorcida pelo vento, uma montanha com árvores enraizadas nas suas encontas, um lago calmo etc… Para isto são utilizados suibans (bandejas rasas) que podem ser de cerâmica, pedra, madeira ou até resina.

Link para galeria Penjing:

https://aidobonsai.wordpress.com/2011/03/31/penjing-a-pequena-grande-paisagem/

________________________________________________________

________________________________________________________

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: