Shunka en – Museu de Kunio Kobayashi

Aqui uma galeria de fotografias do museu de Kunio Kobayashi. O nível de qualidade e acabamento de suas árvores é impressionante. O seu museu Shunka en fica no distrito de Edogawa Nihori, em Tóquio

O Shunka en é um dos principais centros de bonsais do Japão. Construído em 2002, ele agora exibe mais de 2.000 espécies. O “en” do seu nome sugere “jardim”, e essa é a impressão inicial que o visitante tem quando entra no espaço com muralhas feitas com pedras pretas da região de Nachiguro, embutidas em argamassa. Seu jardim japonês tradicional sinaliza a transição de uma esfera para seu espaço com bonsais.

Shunka-en é o trabalho de uma vida com bonsai, do mestre Kunio Kobayashi. Seu avô era um padre, seu pai, um florista, o horticultor comparava a arte do bonsai a uma pintura, o bonsaísta troca as tintas por folhas e troncos poderosos, além de ramos de formas parecidas com as linhas monocromáticas, criadas por pinceladas . O que define o cultivo de bonsai de forma diferente, é que é uma colaboração entre o homem e a natureza, sendo moderado pela lenta passagem do tempo.

Esse relacionamento com o temporal pode se estender por séculos. Um dos mais importantes exemplares de bonsai Shunka-en do mestre Kobayashi é um exemplar de quase 1.500 anos de idade. Essa raridade veio de sua propriedade original do Iemitsu Shogun Tokugawa (1604-1651). Kobayashi disse: “Quando você está na frente de uma árvore que viveu por 1500 anos, você sente que o importante com a idade é perceber a sua própria mortalidade. Você deve se curvar à natureza”, acrescentando: “Em última análise, este respeito pela natureza é a base do bonsai . “

No Shunka-en existem árvores envasadas em muitos estados de existência. As raízes vigorosas de um bonsai estilo ishi-tsuki parecem dominar as rochas, cobrindo as com suas raízes, enquanto um outro bonsai, em um estado chamado “sabakan,”  onde ele quebrou  e expos troncos, com suas superfícies secas, como cartilagem. A combinação de formas seca no bonsai é uma representação estética da dramatização budista, da impermanência de todas as coisas.

Depois de ter examinado o bonsai, a sua atenção provavelmente vai se voltar para a riqueza de detalhes em Shunka-en. Kobayashi formou um ambiente muito na tradição jardim japonês, com estruturas de madeira, galerias interiores, alcovas e uma casa de chá, tudo feito com os melhores materiais.

Entre na galeria e veja mais 30 fotografias do Museu Shunka en:

Uma resposta to “Shunka en – Museu de Kunio Kobayashi”

  1. Sensacional coleção um verdadeiro espetáculo !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: