A Katana ” A alma e o espírito do Samurai”

BUSHIDO – O Código do guerreiro

Katana de Masamune

katana-masamune-kozuka51

Quando você segue um código de conduta de vida pessoal, calçado em valores como honra, disciplina,
busca de conhecimento marcial, compromisso com um mestre, você chega à palavra BUSHIDO.
BU significa militar, SHI-homem e DO- caminho. O código rígido do Bushido ditava cada aspecto de
sua conduta e exigia que o Samurai desse a vida pelo senhor a qualquer hora sem hesitação.
A quebra de um compromisso por um Samurai ou um erro de conduta, colocava toda uma família e
até um clã inteiro em perigo.

katana-masamune-kozuka611

As primeiras armas Samurais foram o arco e as flechas, que deram origem ao Kyujitsu e depois ao
Kyudo, a arte do arqueiro. Entre o ano de 1100-1200 os Samurais portavam a Tachi, espada com
ângulo de curvatura que começa desde a saída do punho inicio do Tsuba, carregando a espada
com seu cortante (chamado Há) voltado para baixo do lado esquerdo, pendurada por uma faixa (nobin).
Nas histórias Japonesas sacar essa espada significava “terra ao céu”.
A partir de 1200 começa a utilização da Katana e a Tachi fica sendo utilizada pela Cavalaria devido a
sua curvatura, que permitia um melhor ângulo de corte de cima da montaria de um cavalo.
A Katana era carregada do lado esquerdo com seu fio voltado para cima, segura pelo Obi do Samurais.
A Katana não possui nenhum tipo de encordoamento (Sayaito) na Saya,pois isto não permite o
movimento da Saya na hora de sacar a espada.

masamune

Mais uma espada fazia parte do armamento do Samurai, a Wakisashi,
que junto com o Tanto (punhal) formavam um conjunto.
Este conjunto ( Katana, wakisashi e Tanto ) tinha que ser confeccionado
pelo mesmo armeiro com todas características iguais: Tsuba, Tsuka,
Saya, Munukis, Kojiri, Kissaki, Polimento, Hamon, Habaki (todas as
partes). Esse conjunto de armas era chamado Daisho.
O Samurai quando andava em lugares fechados, casas ou edifícios
públicos, andava com a Katana na mão com o Tsuka (punho ) para trás
e o fio cortante para cima, o que tornava impossível saca-la.
A wakisashi não saia da sua vestimenta e apenas o Samurai tinha o
direito de portar e transitar pelo Japão com as duas espadas.

Leia toda matéria sobre a Katana:



412px-miyamoto_musashi_killing_a_giant_nueAs Katanas eram totalmente pessoais. O Armeiro tirava todas as medidas do samurai, antes de
confeccionar as espadas. As medidas de altura comprimento dos braços e quadris eram
fundamentais. De forma básica a Katana, sendo segurada pela sua guarda, paralela ao corpo,
devia ficar com uma distância de 5cm do chão. A Katana yinha um comprimento de 60 à 75 cm,
a Wakisashi de 35 cm à 59 cm.
O Samurai que imortalizou a wakisashi criando o estilo Ito Nicho ryu “Duas espadas um estilo “, foi Musashi. Este Samurai, antes dos 30 anos de idade, já tinha participado de 58 duelos. Musashi era poeta, calígrafo, sabia trabalhar metais e aprendeu o básico de carpintaria, pois produzia os seus bokens e Suburitos.
Musashi defendia que um Samurai devia ter ambidestrismo total ou seja
deveria usar de maneira independente as espadas em cada mão.
A título de curiosidade, outros grandes nomes que tinham essa
preocupação e desenvolveram esse dom ao máximo foram Mozart e
Leonardo Da Vinci.
Mozart escrevia uma partitura de Melodia com a mão esquerda enquanto a direita escrevia a Harmonia correspondente, ele também falava fluentemente de
trás para frente invertendo silabicamente todas as palavras. Leonardo da
Vinci para dificultar a leitura por estranhos, escrevia com as duas mãos,
e invertia escrita como vista num espelho

.

Outra arma que fazia parte do armamento Samurai era o Tanto, um punhal que tinha sua lâmina com até
30 cm e era usado para defesa e para cometer o ritual do Seppuku, chamado de maneira vulgar de
Harakiri (cortar a barriga ).

Algumas Katanas, a pedido dos Samurais, possuíam aberturas paralelas a saya chamadas de Hitsu,
onde guardavam um espeto pontiagudo chamado Kogai (usado como talher e arremesso ) e uma
pequena faca chamada Kogatana (usada para higiene pessoal e defesa ). Alguns carregavam o Hashi
(talheres de Bambu),também embutidos no Saya.

liondog_038_smallsword_6002

O Samurai colocava no campo de batalha a sua vida em jogo, por isso, tinha que ter certeza que estava
carregando a melhor de todas as espadas. Existiam vários testes de corte para dar a certeza que a
espada não falharia na hora de um duelo, ou em combate. Era comum um armeiro pagar a um carrasco
para ocupar o seu lugar, para testar a perfeição de corte de uma lâmina. Estes testes de corte nas
espadas originais Japonesas, são encontrados gravados (cinzelado) na parte final e escondida pelo
Tsuka a Espiga .

“Corte de 7 cabeças em ângulos diferentes, Shintogo Kunimitsu, dia, ano, endereço do mestre armeiro “

Outras informações como linhagem da Família, uma frase Samurai, um pensamento Budista, Zen ou da
religião do mestre armeiro eram outras escrituras que podiam ser cinzeladas na espiga.

Chamei este artigo de introdução devido ao fato que para cada parte da Katana e suas etapas de manufatura temos assunto para um livro. No próximo artigo falarei da parte principal que às vezes levava mais de 5 anos para ser confeccionada: A lâmina ( HÁ ) e suas técnicas de forja e também o porque de algumas lâminas produzidas ainda hoje no Japão valerem 10 vezes mais que o seu peso em ouro.

A KATANA

Nesse artigo continuaremos a falar sobre a Katana.
Nos concentraremos na alma da espada, sua lâmina.

Estamos no século 13, um furacão se aproxima das ilhas japonesas e afunda uma esquadra de 340 navios com 120.000 mongóis que se preparavam para invadir o Japão. Esse furacão seria mais tarde chamado de KAMIKAZE cuja tradução é o “Vento Divino”.

japanese-swords-samurai-swords-musashi-maou-kaze-katana

Neste século iria nascer um jovem que seria discípulo do grande mestre armeiro, Shintogo Kunimitsu. Seu nome era Massamune.Para contar um pouco da história e manufatura da Katana vou falar sobre Massamune.

A primeira das espadas japonesas era a Tachi, espada de curvatura longa, com ângulo de curvatura da lâmina começando no punho. O exército japonês encontrou muita dificuldade de cortar as armaduras de mongóis nos campos de batalha. As armaduras eram confeccionadas com camadas de couro muito resistentes e tratadas (curtidas) de forma que possuíam uma resistência superior a da madeira.
Algumas armaduras mongóis possuíam mais de 1000 camadas e formavam uma armadura de muita qualidade.

Isso fez que a curvatura da espada mudasse para o meio da lâmina, aumentando o ponto de impacto e ângulo de corte. Aprimorar a qualidade da fundição do aço. Foi primordial para que as diferenças de têmpera, associadas à inclusão do carbono, produzissem lâminas mais resistentes.

s40629_tsuba_open_500

A produção das espadas Samurais começa sempre da mesma forma, criada antes da era de Massamune.

O método de fundição do aço mudou muito pouco. O Mestre caminhava até um rio com seus discípulos e pegava uma areia chamada SATETSO, produto da erosão do minério de ferro e encontrada nos leitos dos rios.

A fundição começava na produção de uma estrutura de barro retangular ou oval chamada TATARA. A cada ciclo de fundição, que demorava de 5 à 08 dias (dependendo da quantidade de aço produzido ) uma TATARA era utilizada.

Sempre que era necessário o fogo na fundição da Katana, o mesmo era criado de uma maneira quase mágica: golpeando-se um espeto de metal até que sua ponta ficasse incandescente. Nesse momento o mestre pegava papel de arroz que tocava no metal e acendia a TATARA.

Após 72 horas o carvalho, o carvão de pinho e alguns tipos de palhas naturais eram adicionados ao SATETSO. A 1500 graus o carvão se combina ao ferro e ao carbono e nascia o aço chamado TAMARRAGAM. No quinto dia 21 toneladas de ferro dariam origem a 1 tonelada de Aço. O bloco era partido em várias partes, ainda cheias de impurezas.

O segredo de Massamune foi usar essas impurezas a seu favor. Depois de escolher uma parte que daria origem à lâmina da Katana, uma nova fundição era iniciada. Um aprendiz seguindo as especificações, golpeava o aço, tornando a distribuição de carbono mais homogênea.

Depois de formada, a primeira chapa de aço era quebrada em vários pedaços que eram arrumados e empilhados em papel de arroz como num quebra cabeça.Cada pedaço possuía características singulares, que só o mestre mais experiente sabia identificar. O segredo de Massamune foi usar essas impurezas na proporção exata (distribuição de carbono) a seu favor.

Depois de empilhados corretamente era derramada argila liquida sobre os metais: essa argila não permitia que o aço queimasse.

O Aço então seria dobrado 6 vezes em uma direção e 6 vezes na direção oposta, criando uma serie de camadas que davam resistência máxima ao aço. Após 10 dobras tínhamos 1000 camadas.
Algumas espadas levavam anos para terem suas lâminas concluídas. Existem espadas japonesas com 500.000 camadas. Alguns projetos de armeiros levavam anos para ficarem prontos.
Uma espada deixada a um filho como último trabalho de uma vida, ou uma encomenda de um Shogun poderia levar mais de 3 anos até sua conclusão.

Quando uma espada tinha, no meio do processo de produção, uma dobra em direção errada, todo o bloco era descartado e começava-se tudo de novo.

Uma das principais características da espada Samurai é o desenho da têmpera da lâmina denominada Hamon. O que produz esse desenho na lâmina é a diferença do Aço nas camadas principais. Embora de grande beleza,Mamassamune, quando criou o Hamon, tinha como objetivo tornar prática àrestauração de espadas com desgaste de batalha, serrilhado de combate, dentesde quebra, oxidações etc.
O Hamom permitia a Massamune não deixar visível a correção da lâmina.

Quando a lâmina toma sua primeira forma ainda sem curvatura o mestre desenha seu fio com argila líquida e pó de carvão misturado, usando pincéis de bambu. A argila fará que os desenhos marquem o aço com ondas, nuvens, as pétalas de um crisântemo e grafias próprias. Nesse momento o Mestre se torna um artista e deixa a sua marca. Quando a espada volta ao fogo uma das etapas mais difíceis e que requer maior conhecimento irá acontecer. Uma tina com comprimento de (200x100x100cm) de altura é cheia de água. A temperatura da água é escolhida de acordo com o mês do ano, temperatura ambiente e umidade relativa do ar.

A lâmina é segura e é mergulhada em ângulo certo na água. Nesse momento, as diferentes camadas esfriam em tempos diferentes fazendo a curvatura da lâmina. Em 3 segundos uma lâmina poderá nascer ou morrer se acontecer um pequeno erro.

Então o Mestre armeiro mandava sua espada para o polimento. O processo de polimento era feito por outro mestre, que levava 10 dias até a entrega da espada.   Eram usados pelo mestre polidor 50 tipos de pedras diferentes, cada uma menos abrasiva do que a outra. A última pedra era usada com dois dedos e era fina como papel.Era que lá fazia aparecer o Hamon!

Depois que a espada retornava ao Mestre Armeiro ele podia analisar os erros e acertos de sua obra.


O TSUBA

Um pássaro numa árvore, um pescador à beira de um rio, flores a frente de um Tori, um sol poente ou apenas uma grafia do emblema da família, Todos esses elementos são encontrados entalhados noTSUBA(a guarda da Katana) e contam uma história.

soten_shakudo_huge_kinko_tsuba_sm2Nas espadas tradicionais japonesas existem  um ou dois pinos de bambu que travam qualquer movimento ou  deslocamento da lâmina para fora do TSUKA (o punho da Katana). Quando estes pinos são retirados é possível soltar as partes básicas, para manutenção da lâmina  e troca do TSUBA na Katana.

Alguns samurais possuíam um conjunto de  tsubas para sua Katana .

Em combate  usavam um TSUBA maciço,  às vezes só com duas perfurações, chamadas Hitsu, por onde
tinha acesso ao Kogai e a Kogatana  (pequenas facas).

Um Tsuba para visitar uma autoridade ou andar em lugares públicos era todo trabalhado com ricos entalhes e
folhado de diversos metais nobres, como  prata, ouro, cobre, bronze, etc.

Honami:  este nome indentifica no Japão o mestre especialista na avaliação e autenticidade de uma espada.
Para esse profissional o TSUBA  e as incrições  na espiga da lâmina, contam uma história. Se o Samurai
vinha de uma família de pescadores, se a sua religião era Xintoísta, Budista ou até o seu lugar de nascimento
em determinada província Japonesa.

japanese-swords-samurai-ryumon-bushido-katana-tsuba

O TSUKA (punho) é feito de uma madeira muito mais resistente que a saya , pois ele recebe toda tensão dos
movimentos e dos golpes. Ele é revestido de same (couro de arraia ou de algumas espécies de tubarão).

hand_forged_serpent_katana_tsuka_design

A função do same  não é decorativa a sua função real é  não deixar deslizar  a amarração, (Tsukaito)  que nas
espadas originais eram  trançadas com cordas de seda.

ktn5tsuka-lrg

A amarração é feita de maneira que a trança de nós não deixe a mão escorregar. A seda também ajudava  na
absorção do suor das mãos  em treinamentos e combates.

Outro item que acompanha a grafia do Tsuba  são os MENUKIS.
Eles se encontram em lados opostos do punho da Katana e além
de decorativos, marcam a posição onde as mãos devem ficar no
Tsuka.
Os menukis são muito colecionados no Japão.

No ano de 1977 um empresário Japonês do grupo Matsushita pagou a quantia de 700.000 dólares num par
de menukis que faziam parte de uma Katana  de  Tsukahara Bokuden.

MENUKIS – DRAGÕES ETERNOS

menukis1

O Tsuka também é composto de duas partes de acabamento: a KASHIRA, que finaliza o punho e o FUCHI ou manga, que faz o acabamento com o Tsuba.

fuchi-kashira-after-solder

Mestres em metalurgia, carpintaria, pintura e  escultura , todos se encontrarm e deixam um lugar  na história
na produção e criação  desta obra de arte que é a Katana Japonesa.

Entre na galeria ou veja o slideshow:

O slideshow leva aproximadamente um minuto para carregar todas as fotos da galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

49 Respostas to “A Katana ” A alma e o espírito do Samurai””

  1. belo trabalho amigo,tenha certeza que vc faz a diferença!!!espetacular o seu blog e parabens pela clareza como vc escreve!!!eh um prazer poder chama-lo de amigo!abços e força sempre

  2. Cintia Pessoa de Albuquerque Says:

    Paulinho querido, muito me interessou esse histórico sobre Katana e o Tsuba. Entra ano e sai ano e meu filho Lucas emerge cada vez mais nesse universo que eu conheço muito pouco. Há dois anos ele me pede para fazer Kenjutsu e Iajutsu e nunca conseguia horários e local compatível com a rotina dele. Eis que veio parar no meu bairro aulas de Kenjutsu e Iajutsu aqui perto. Fui até lá para pegar informações e qual foi minha surpresa quanto a valores. Caraca!! é MUITO CARO, TUDO! Além do Kimono ele tem que adquirir a Shinai, o Bukuro, a Kodachi, o Bokuto, Mentare, e por aí vai. Isso só para o Kenjutsu, fora o material para o iajutsu. Vc sabe se posso adquirir esse material de maneira mais em conta sem ser através do Instituto Niten? Grande beijo, Cintia

  3. REINALDO F LIMA Says:

    OLA BOA TARDE GOSTARIA DE TE ENVIAR UMA FOTO DE UMA LAMINA QUE ESTOU FORFANDO .FEITA DE MOLA DE CAMINHÃO ,ELA TA QUASE PRONTA .

  4. Adalberto Scala Says:

    Cara !!!!!

    Tem um guerreiro dentro de voçê…!!!

    Parabéns, você motiva a “Arte da Guerra….”

  5. Parabéns adoreiii a pesquisa …

    Muito interessante ..

    Adorei

  6. eu queria saber o preço dessa espada?
    eu comprei a mesma espada BUSHIDO Espirito de Samurai.
    mas nao sei se é de uma boa qualidade.
    paguei nela o preço de 150$.
    a lamina dela parece que esta mei folgada; quando eu seguro a ponta da lamina e flequisiono o cabo ela parece esta folgada. isso é comum nas espadas?

  7. Não é normal não. A Katana para Iaido no Tsuka (punho) tem que ter de uma dois mekugis, pino de segurança. Esta trava serve para soltar o Tsuka, para a manutenção da Katana. Deve se ter muito cuidado , pois é essa peça que impede a saída da lâmina de dentro da bainha da espada. A tendência com os movimentos de desenbanhar ecom a execução de Katas, é que ela fique cada vez mais folgada. Se puder tire uma foto da katana para que eu analise melhor. É difícil comprar uma katana de Iaido por menos de 500$ dólares. Mas um erro comum em algumas é que o Tsuka deve ter no mínimo 28 cm de comprimento, não pode ser menor, para o confoto e equilibrio da mão fazendo movimentos firmes. Grande abraço.

  8. elaine-haruno Says:

    amei os textos e as imagens!
    o blog está de parabéns!

  9. Obrigado Elaine, volte sempre ao Blog.

  10. é verdade que as espadas que Miyamoto Musashi empunhava eram feitas por hattori hanzo ?? tenho uma grande duvida sobre isso , sabe onde encontro um bom ferreiro de forja
    para comprar uma boa espada para treino ?

    parebens pela materia grande abraço

  11. Não Hatori Hanzo é um personagem fictcio. O mais importante fabricante de katanas e o mais inovador foi Masamune, ele foi o inventor do Hamon (o desenho que as katanas tem no seu fio, criadas com cerâmica líquida em altas temperaturas). abraço, obrigado por visitar o blog.

  12. gostei muito desse blog ta de parabens me add msn pra me ensina mais por favor. juninho_algoz2008@hotmail.com

  13. Obrigado Fernando, ainda nnao tenho msn. Mas qualquer dúvida é só perguntar. paulonetto.diretor@gmail.com

  14. adorei o blog, mto precizo e esclarecedor .

  15. Obrigado pela visita. Grande abraço

  16. pode m dzer c consigo a pele d arraia aqui n Brasil?

  17. Oi Fábio. Eu nunca consegui aqui no Rio de Janeiro uma pele de arraia (same), com a gramatura para fazer o tsuka da katana.
    Consegui uma vez um pedaço dado por um amigo pescador, mas ela apodreceu com facilidade, as minhas experiências nãoo deram certo. Eu nunca consegui descobrir que pele é usada no Japão, com certeza deve ser de uma espécie com o couro muito especial e resistente. Se descobrir algo me fale, vou tentar mais informações. abraço

  18. Boa tarde. Confesso que faz pouco tempo que adquiri mais interesse na cultura japonesa. isso aconteceu após a leitura dos livros do Eiji Yoshikawa (Musashi 1, 2 e 3). Após a leitura retomei um “sonho” de hobby que tenho desde mais novo. Forjar uma espada. Infelizmente ainda terei que adiar mais um tempo, pois ainda não encontro tempo o suficiente para tal função (tampouco conhecimento). Como, acredito eu, os leitores deste blog, conheçam mais do que eu sobre o assunto, fica meu pedido de alguma indicação de literatura (de preferência “manuais de instrução” sobre forjas e metais (se existir sobre a fabricação de uma Kataná, melhor). Muito obrigado e parabéns pelo blog.

  19. Salve Felipe! Eu também durante muito tempo tive a mesma vontade, mas é uma empreitada muito, muito, muito difícil! Conheci um grande mestre de karate Gojuriu que forjava a katana da forma tradicional japonesa, Benedito Nelson, ele morava perto de mim em Niterói, mas mudou para a Amazonia. Vou tentar ajudar procurando algum bom livro, não existe nada editado no brasil de forma didática. Vamos nos falando, obrigado por visitar o blog.

  20. Olá de novo. Bom, esse fim de semana andei “revirando” as livrarias de Porto Alegre (acho que todas elas). Fui direto para o setor de engenharia, onde infelizmente não achei absolutamente nada. Além disso, fui conversar com os atendentes e fizemos procuras com palavras-chave do assunto e nada também. Em uma delas porém, apesar de não ter o livro, me apareceu um título pelo menos interessante: Estampo de Formar – Estamparia de Metais. Na verdade o livro não é sobre o tema em si, mas acho que pode ser útil no “dobramento” e têmpera (o passo mais importante) do ferro, além das características químicas dos metais. Como o comentário é público e de livre acesso, convém lembrar que não conheço o livro nem seu conteúdo, então não o estou indicando como um manual. Bom, meus familiares acham “estranho” eu querer confeccionar uma espada e ficam “me enchendo o saco” dizendo: – O que tu quer com isso?; Quem tu quer matar?; O que tu vai fazer com uma espada?…. etc. O fato de eu querer forjar uma, na verdade não está no fato de “o que fazer com a espada” e sim no “fazer a espada”. O que fazer com a arma pronta não vem ao caso, o interessante é fazê-la! Além disso, acredite, estou ciente da dificuldade e sei que a probabilidade de ficar uma grande porcaria é quase 100%, mas se eu não ao menos tentar, nunca saberei e, afinal de contas, levo este “empreendimento” como um hobby.
    Caso algum leitor do blog conheça algum manual ou livro sobre o assunto, entre em contato. felipejoc@hotmail.com. Grande abraço a todos.
    PS: O Benedito nunca pensou em fazer um manual prático ou algo do estilo?

  21. Olá. Enfim encontrei algo que preste, porém em inglês. Em português não existe nada relevante sobre o assunto. Segue o link para a quem possa interessar:
    http://www.archive.org/details/practicalblacksm01richuoft
    Na parte esquerda da tela, clique em PDF e salve o livro.
    Até

  22. oi meu amigo! eu d novo,
    consegui uma uma lamina que nao e de um bom material. ela e confeccionada d aço inox . mas mto similar a uma lamina que imagino que seja d tamanho d uma ninja-to. to fzndo os componentes cm o que tenho em maos . qnd estiver pronta ti envio uma foto p vc avaliar ok. abrs…

  23. Bom dia fabinho. Quero vêr, mande fotos ! abração

  24. o meu brodher boa noite … so passando p tirar uma duvida . os componentes eu estava confeccionando apenas cm aluminium, mas cm e mto dro ele c quebra n hr d dobrar , e qnd aquesso demais ele derrete,. qual outro metal vc m sugere p ser uzado?

  25. ola parabens pelo belo trabalho.a ums 8 anos atraz fiz uma espada semelhante a uma katana,mas sem saber de nada
    relativo a sua cultura,fiz com o chamado”aço doce “sem
    forjar apenas esmirilhada,mas com uma curvatura legal ate ficou bem bonita com corda preta fiz a parte do cabo e bainha,mas agora estou tentando aprender um pouco de como fazer uma forjada e com o material certo.obrigado por sua ajuda e lindos seus bonsais
    (tambem fiz alguns mas agora so tenho 3 com 4 anos.e na mesma filosofia faço fontes de bambu e agora estou fazendo uma de pedra que esta em processo de fabricaçao.
    mais uma vez obrigado e parabens pelo seu trabalho.

  26. E dai seu Deividi. Já passei pela mesma fase que tu está. Fiz uma Katana com “ferro doce”, apesar de ter forjado ela e nao feito no esmeril. Apesar de a aparencia ficar interessante, a coisa não fica boa. Depois de muito “fuçar” na internet, History channel e Discovery decido fazer outra. Já te adianto que tu vai poupar dinheiro se fizer uma em uma forja a gás (fácil de montar) com uma fonte boa de ventilação (secador de cabelo forte por ex). Essa é com certeza a parte mais chata de tudo, pois se não atingir a temperatura necessária, tu vai ficar martelando por 30 dias e a coisa nao desenvolve. De qualquer modo, o ideal é utilizar aço com alto teor de carbono (SAE 1090), pois o carbono tira o “doce” do ferro. A espada deve ser forjada reta (sem a curvatura). A curva da espada “aparece” na têmpera do ferro, devido a diferença da velocidade de resfriamento da parte fina (lâmina) e da parte grossa (costas). Para melhorar ainda mais isso, o ideal seria fazer uma têmera seletiva. Isso pode ser feito de duas maneiras:1 aquecer somente a parte do fio da espada com um maçarico; 2 do jeito tradicional, com uma mistura de cinzas, pó de carvão e argila (muito, mas muito fina, senão racha com o calor). Além disso, para saber se a temperatura para a têmpera esta boa, tente colar um imã no aço quente, se não “colar”, a temperatura para a têmpera esta boa e quando tu tirar a espada da água, como mágica, ela vem curvada e com um fio bastante cortante já. PS: a temperatura da água na têmpera influencia o resultado, quanto mai fria a água, mais duro (seco) fica o aço. Dizem pra fazer com óleo, mas o problema é o que fazer com aquele monte de oleo velho depois? Abraço e boa sorte

  27. America Kimura Says:

    WAKISASHI E KATANA,,,ESTAS FORAM AS ”ESPADAS” QUE MANIPULEI EM ”ALGUNS SONHOS” QUE TIVE, EU DAVA GOLPES SAMURASI E NINJAS COM ESTAS ESPADAS…DETALHE: ATÉ ENTÃO EU NÃO SABIA NADA SOBRE ARMAS OU ESPADS DE SAMURAIS E NINJAS, MAL SABIA DA HISTÓRIA…A ÚNICA INFORMAÇÃO QUE TINHA ERA A DE TER ASCENDÊNCIA SAMURAI…COLOQUEI MEU FILHO, DE SETE ANOS, NO KARATE .PERCEBEMOS QUE ELE TEM ”SANGUE DE GUERREIRO”, ALÉM DE CORAGEM E VALENTIA , TEM FACILIDADE EM APRENDER O KATAR…SÓ LHE FALTA DISCIPLINA, POIS É TDAH.
    POR FAVOR ME MANDE ARTIGOS E FOTOS SOBRE OS NINJAS E OS SAMURAIS.PEÇO PELA CREDIBILIDADE DO BLOG.

  28. Obrigado por visitar o blog. grande abraço

  29. Sou um grande apreciador da Katana japonesa e do Bushido. Fantástico o seu trabalho. Fui surpreendido pela forma como apresentou as principais armas japonesas a todos nós leitores. Ecelente. Obrigado pela sua partilha. 🙂

  30. Muito obrigado por visitar o blog. Um grande abraço. OSSSSSSS

  31. sidney silva Says:

    recentemente adquiri uma wakisashi gostei muito abracos

  32. Gostaria de Saber se você sabe fazer a amarração da bainha da wakisashi, pois tenho uma a muito tempo porém minha espose fez o favor de soltar a amarração.
    abraço

  33. Rogerio Conti Says:

    Um dos estudos mais completos e diretos que já li sobre katanas, parabéns!!!

  34. Grande abraço, muito obrigado por visitar o blog ! Feliz 2013 !

  35. Oi Márcio sei sim, vou tentar fazer uma matéria fotografando a forma de amarrar, não é muito complicado, mas requer treino é uma pequena ferramenta de bambu. Me cobre vou, fotografar e colocar no blog. paulonetto.diretor@gmail.com

  36. Bom Dia,
    Muito interessante esta sua materia. Gostaria de tirar uma duvida, teria algum significado uma Katana sem Tsuba? Seria uma espada inferior?

    Grato pela atenção!

  37. Não, as katanas sem Tsuba são chamadas de shirasaya, o corpo geralmente é todo de madeira ou bambu. É confeccionada em uma peça única a bainha e o tsuka (punho) seguem o mesmo movimento e expessura. abraço

  38. Márcio Teixeira Says:

    Muito legal a matéria. Acho que assim como todos que postaram, sou duente por espadas kkkk. Queria saber aonde posso comprar uma katana de ótima qualidade e autenticidade na sua forja, seguindo o método tradicional, aqui no Brasil??? Se puder me passar algum site de venda ou coisa parecida. Desde já muito grato.

  39. As vezes aparece alguma katana no mercado livre, mas tem que checar bem a procedência. Um amigo comprou uma em um site: http://www.ryansword.com.br e gostou muito da qualidade das espadas. abração

  40. Márcio Teixeira Says:

    Fiquei muito tentado pelas espadas do site que você me passou. Pelo que seu amigo lhe falou o site é realmente de confiança??

  41. eu tenho varias katanas de ouro no cross fire

  42. É possivel comprar uma katana profissional sem antes ter entrado em aulas de kenjutsu ? Abraço.

  43. Sim , mas tem que tomar muito cuidado com o fio da lâmina, é uma arma muito perigosa, quando possui fio pleno. abraço

  44. TEM P VENDE DUAS TSUBA EM BONSAI ?

  45. Não , não tenho. abraço.

  46. Phillip Nunes Says:

    Muito bom, superou minhas expectativas, e princípios, muito bem explicado.

  47. Obrigado por visitar o blog. grande abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: