Ukiyo-e “Retratos do mundo flutuante”

1

Ukiyo-e (“retratos do mundo flutuante”), conhecido também por estampa japonesa, é um estilo de pintura desenvolvida no Japão ao longo do período Edo (1603-1867). Foi uma técnica amplamente difundida através de pinturas executadas com o auxílio de blocos de madeira usados para impressão entre os séculos XVIII e XIX (fim do período Edo). Geralmente representava temas teatrais.

Ukiyo-e é escrito geralmente com os kanjis 浮世絵, que significam “retratos do mundo flutuante”, mas no começo de sua utilização (século XVII) também era chamado de 憂き世絵 (“retratos do mundo triste”). Conforme as pinturas passaram a ser feitas cada vez mais para o entretenimento a forma “retratos do mundo flutuante” se tornou dominante.

Essa forma de arte cresceu em popularidade na cultura metropolitana de Edo (antigo nome de Tóquio) durante a segunda metade do século XVII, tendo se originado das obras monocromáticas de Hishikawa Moronobu na década de 1670. No começo só se usava “tinta indiana”. Aprimorada em meados do século XVIII, porem acabou sendo adotada por Hozumi Harunobu que desenvolveu a técnica de impressão policrômica (Nishiki-ê).

O Ukiyo-e difundiu-se rapidamente devido à facilidade em ser produzido em massa. Suas obras eram adquiridas principalmente pelos comerciantes burgueses, que geralmente não eram ricos o bastante para encomendar uma pintura original. 7O tema original do Ukiyo-e era a vida urbana, especificamente atividades e cenas da área do entretenimento: belas cortesãs, lutadores de sumô e atores populares retratados quando ocupados em atividades interessantes. Mais tarde as paisagens também se tornaram populares. Assuntos políticos e os indivíduos da alta sociedade só apareciam raramente. O sexo não era um assunto evitado, ao contrário figurava constantemente nas pinturas do estilo. Os artistas e seus editores às vezes eram punidos por criar retratos particularmente explícitos (os chamados shunga).

3

Técnicas de criação do Ukiyo-e:

4As cópias de Ukiyo-e eram feitas através dos seguintes passos:

O artista produzia um desenho matriz usando tinta

Os artesãos colam esse desenho com a frente para baixo num bloco de madeira. Em seguida talham o bloco nas áreas onde o papel estava em branco, deixando o desenho invertido como uma cópia em relevo no bloco, mas destruindo o desenho original.

Este bloco é colorido e impresso, fazendo cópias próximas à exatidão do desenho original.

Estas cópias por sua vez eram coladas, com a frente para baixo em outros blocos e aquelas áreas da obra que deviam ser impressas em uma cor específica eram deixadas em relevo. Cada um destes blocos imprime ao menos uma cor no projeto final.

A combinação resultante dos blocos de madeira eram recoberta em cores diferentes e impressas sequencialmente no papel. A impressão final firma as impressões dos blocos anteriores, sendo que alguns podem ser impressos mais de uma vez para obter uma maior profundidade da cor.

O Ukiyo-e é produzido ainda hoje e é influente de várias formas, inspirando, por exemplo, alguns mangás como o famoso ” Lobo solitário”.

6

O Monte Fuji

Um doas maiores artistas da arte Ukiyo-e é Katsushika Hosukai  (1760-1849) que pintou as  trinta e seis vistas do Monte Fuji, o seu segundo livro as “100 vistas do Fuji” é muito famosa em todo Japão. Hokusai estudou pintura ocidental e usou várias técnicas de luz e sombra que não eram usadas no japão. Ele usou essas técnicas para aumentar a tridimensionalidade que é uma das principais caracerísticas de suas obras.

a-grande-onda-de-kanagawa-de-katsushika-hokusai_19th_century

A Grande Onda de Kanagawa Katsushika Hokusai ( Japão, 1760 – 1849) Xilogravura policromada

Rainstorm-Beneath-the-Summit-by-Katsushika-Hokusai-qpps_169170458639492.LG

Katsushika-Hokusai - Tempestade

hokusai-asakusa-honganji-temple

Hokusai-honganji Temple

Hokusai05

Hokusai- Noite no Fuji

Entre na galeria e veja outros Ukiyo-e:

4 Respostas to “Ukiyo-e “Retratos do mundo flutuante””

  1. […] Hokusai, [album] 02. Ukyio-e, “retrato do mundo flutuante“ [mostra técnicas de UKIYO-E]. 03. U K I Y O E Arte Pop da Antiga […]

  2. Simplesmente mt lindo,mas como eu gostaria de ter nascido no japão T_Tinfelizmente sou brasileiro e esse será um castigo que eu irei carregar pelo resto da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: