Archive for the Coleção de conchas Category

Jóias do Mar

Posted in Coleção de conchas with tags , on 27 d e setembro d e 2013 by aidobonsai

Todas as conchas das pranchas fotográficas a seguir  e mais 1480 espécies, fazem parte da minha coleção particular e cada uma vai ser publicada com sua classificação ciêntifica e detalhes.

3

2

32

28

24

9

8

1

Entre na galeria e veja mais 30 pranchas fotográficas:

Continue lendo

Minha coleção de conchas – Galeria 1

Posted in Coleção de conchas with tags , , , on 25 d e setembro d e 2013 by aidobonsai

Hoje começo aqui no blog a compartilhar galerias fotográficas de uma paixão tão grande quanto a que eu tenho pelos bonsais, só que mais antiga, uma coleção feita ao longo de 40 anos. DSC00204 Comecei a coletar conchas (bivalvas) e caramujos (gastrópodes) aos 6 anos de idade.  Quando meu padrinho Alfred Lepper e minha avó Morella Viola, me deram de presente um pequeno livro de classificação, eu comecei aos 8 anos a classificar de forma ciêntífica e sistemática a minha coleção. Família Haliotis – Conchas polidas para mostrar a coloração interna do seu nacar  (madre pérola). DSC00026 Costão da Praia de Itaipuaçu. DSC00255 Durante 14 anos eu apenas coletava espécies na praia em frente a minha casa localizada em Itaipuaçú, distrito de Maricá no Rio de Janeiro.  Aqui é uma praia oceânica de 18 kilômetros de comprimento, mar profundo, aberto e quando o mar ressaca, produz uma das maiores ondas do Brasil. DSC00668 DSC03222 A praia joga cerca de 105 espécies diferentes e ao longo dos 40 anos coletei cerca de  68 espécies raras que foram jogadas de forma esporádica, algumas de outros países, vindas através do despejo e da troca de água de lastro de navios na costa. Hoje uma espécie de mexilhão ” O mexilhão Dourado”  está infestando águas nacionais no nordeste. As larvas que sobrevivem nos tanques de lastro foram jogdas no Rio Paraná ,afluente do Rio da Prata.

Mexilhão dourado.  (Foto conquiologistas do Brasil)

Captura de Tela 2013-09-27 às 23.19.53.png

DSC03260

DSC03295

Abaixo 3 espécies coletadas na praia de Itaipuaçu entre 1980 e 1984 que não nativas do oceano atlântico. 1- Terebra lanceata  (3cm) coletada em 1974  originária do Oceano Pacífico, mas coletada na praia de Itaipuaçu. DSC02014 2- Hohonia australis (Indo Pacífico e Sul da China)    6cm DSC00898 3- Conus chaldeus (Indo Pacífico)   3cm DSC01795 DSC01798 Estou desde o mês passado fotografando toda a coleção para atualizar, e aperfeiçoar todo sistema de classificação. A coleção compreende cerca de 9.700 conchas que representam cerca de 1540 espécies de todo mundo. Cópia de DSC00173 DSC02904 Família de Conus do Oceano Pacífico –  Na base da foto em preto e branco (triângulos) o Conus marmoréus, um dos gastópodes mais venenosos que existem. _MG_3979 Algumas espécies colecionadas possuem 0,5cm outras chegam a 80cm de comprimento, como a famosa Trombeta Australiana abaixo, que é o maior Gastrópode da natureza, podendo chegar a um metro Neritina gagates  (Indo Pacífico)  0,5 cm DSC01783 Syrinx aruanus – Trombeta Australiana  56cm de comprimento DSC02447 Foto tirada no recanto de Itaipuaçu DSC07346-1 Espécies com mais de 30cm de comprimento. _MG_4031 Estarei sempre postando aqui no blog, na  categoria  (Coleção de conchas ), fotos de toda minha coleção, trazendo sua classificação e curiosidades.  Aqui pranchas com algumas das espécies que eu já fotografei, vou postar com o maior número de ângulos possíveis, para tentar mostrar toda riqueza de detalhes e cores, que muitas possuem.

Aqui começa oficialmente a GALERIA 1

DSC00616

DSC00610 DSC00609 DSC00621 DSC00620

DSC00634

DSC00632

DSC00628

___________________________________________________________________________

DSC00641 DSC00648 DSC00644 DSC00646

___________________________________________________________________________

1

DSC00008 Um dos gastrópodes mais estudados da natureza. Inspirou Julio Verne, que deu seu nome ao submarino do livro “20 mil léguas submarinas”. Pelo seu sistema de câmaras internas é capaz de bombear ar e água para dentro da sua estrutura, criando um sistema de lastro como um submarino. DSC00189 Sua espiral interna foi estudada por Leonardo Pizanni  “Fibonaci”, que desenvolveu e criou a equação áurea, estudando a espiral matemática. Se você se interessar leia a matéria que escrevi aqui no blog apenas sobre a Equação que está em toda natureza:     https://aidobonsai.com/2009/09/06/a-harmonia-da-solidao/ _MG_3969 DSC00010

___________________________________________________________________________

DSC00668

DSC00670 DSC00674

___________________________________________________________________________

Captura de Tela 2013-09-27 às 00.17.30

DSC00138

___________________________________________________________________________

Captura de Tela 2013-09-27 às 00.28.55

DSC00261 DSC00259

___________________________________________________________________________

DSC01752

DSC01755 DSC01761

___________________________________________________________________________

DSC02584

DSC02594 DSC00342

___________________________________________________________________________

DSC01677

DSC01696 DSC01684 DSC01681

___________________________________________________________________________

DSC00388

DSC00387

___________________________________________________________________________

DSC00833

DSC00830 DSC00837 DSC00842 DSC00829

___________________________________________________________________________

DSC02564

DSC02561 DSC02571 DSC02574

___________________________________________________________________________

DSC00972

DSC00968 DSC00964

___________________________________________________________________________

DSC00774

DSC00761 DSC00760

___________________________________________________________________________

DSC00785

DSC00796 DSC00803 DSC00798

___________________________________________________________________________

DSC01412

DSC01409 DSC01414

___________________________________________________________________________

DSC01229

DSC01230   DSC01232   DSC01237 Entre na galeria e veja mais detalhes e mais ângulos das conchas : Continue lendo